Gestão de Mudanças

Transformação Digital e os elementos cruciais para o sucesso

Ao longo da última década, as organizações identificaram consistentemente a transformação digital como uma das principais prioridades para obter e manter a vantagem competitiva. A pandemia do COVID-19 acelerou a velocidade das mudanças, tornando o que era impensável em 2019 (como organizações inteiras trabalhando remotamente) a norma. No entanto, apesar da atenção e destaque que a transformação digital está ganhando no mundo dos negócios, há confusão sobre o que é a transformação digital e o que ela implica. Mais importante, as organizações continuam lutando com a adoção e o uso das tecnologias que implementaram por causa dessa confusão. A Gestão de Mudanças – ou a gestão do lado humano da mudança – aborda esse problema. 

 

O que é transformação digital 

No início da pandemia, o CEO da Microsoft, Satya Nadella, afirmou que o mundo viu dois anos de transformação digital em apenas dois meses. “Desde trabalho em equipe remoto, aprendizado, vendas, atendimento ao cliente, infraestrutura e segurança críticas em nuvem”, disse ele, “estamos trabalhando ao lado dos clientes todos os dias para ajuda-los a permanecer abertos aos negócios em um mundo onde tudo é remoto”. 

O comentário de Nacella ressoa nas organizações porque a transformação digital que a maioria de nós experimentou envolveu a instalação de tecnologias importantes para permitir recursos completos de trabalho remoto muito rapidamente. Infelizmente, muitas organizações se concentraram apenas em um aspecto da transformação digital: a própria tecnologia. 

 

Pacote inicial de Gestão de Mudanças GRATUITO: Comece a aplicar a Gestão de Mudanças em seus projetos hoje mesmo com os recursos da Prosci. 

Baixe o pacote 

 

Se a transformação digital envolve mais do que instalar a tecnologia, o que a transformação digital realmente significa? 

  • • De acordo com a Universidade de Stanford, a transformação digital é mais do que uma pequena modificação nos processos de negócios. É transformacional, pois trata-se de repensar radicalmente seu modelo de negócios e mudar fundamentalmente a forma como você faz os negócios; 
  • A Salesforce define a transformação digital como o processo de usar tecnologias digitais para criar novos ou modificar processos de negócios existentes, cultura organizacional e experiências do cliente para atender às mudanças nos requisitos de negócios e de mercado. A reinvenção dos negócios na era digital é a transformação digital.
  • Gartner descreve a transformação digital como o processo de exploração de tecnologias digitais e recursos de suporte para criar um novo modelo de negócios digital robusto. 

Essas definições têm um importante elemento em comum: a transformação digital atinge toda a organização e o modelo de negócios da empresa. Ela abrange muito mais do que tecnologia porque exige uma mudança na forma como as pessoas trabalham na organização e, em última análise, uma mudança cultural. É isso que torna a transformação digital bem-sucedida complicada. 

 

A diferença entre digitalização e transformação digital é que a primeira aplica tecnologia a processos e fluxos de trabalho de negócios existentes, enquanto a segunda trata de redirecionar esses processos e fluxos de trabalho de uma nova maneira digital.

 

Digitalização, Informatização e Transformação Digital 

Também há confusão sobre as diferenças entre transformação digital, informatização e digitalização. Muitas vezes, esses termos são usados de forma intercambiável, mas significam coisas diferentes – e não é uma questão de semântica. Os benefícios associados a cada um variam significativamente. 

A digitalização é o processo de mudança do formato analógico para o formato digital. É o exemplo clássico de conversão de texto manuscrito em formato digital. Ao contrário da transformação digital, a digitalização se concentra apenas na informação sem alterar o processo, que simplesmente se torna automatizado. A digitalização ajuda aumentando a produtividade e a eficiência enquanto diminui os custos. 

A Informatização aproveita as tecnologias digitais para mudar um modelo de negócios e criar novas oportunidades de geração de receita e geração de valor. Em outras palavras, é o processo de mudança para um negócio digital. Com a digitalização, os processos e modelos de negócios existentes são otimizados graças à capacidade de alavancar dados digitais de maneira específica por meio da tecnologia. Um exemplo de digitalização é o upload de um documento PDF (o texto manuscrito que foi convertido em formado digital no exemplo anterior) do disco rígido de um laptop para a nuvem, para que possa ser compartilhado com outras equipes da organização para permitir que analisem os dados. 

A transformação digital requer digitalização e informatização. O principal elemento distintivo é a transformação: como criar vantagem competitiva de longo prazo para ter sucesso e manter a primazia no mercado. 

A transformação digital não se trata de digitalizar o que as empresas já fazem ou aplicar tecnologia ao negócio existente para que alcancem a transformação (digitalização). Trata-se de redefinir como eles criam valor e como se diferencial da concorrência, proporcionando experiências únicas e personalizadas aos clientes. A transformação digital é possibilitada pelo ritmo acelerado das invenções e pela forma como essas novas tecnologias são combinadas de forma a criar recursos que excedem o que poderia ser possível quando implantados separadamente. 

 

A transformação digital é um processo contínuo de mudança na maneira como você faz negócios. Requer investimentos fundamentais em habilidades, projetos, infraestrutura e, muitas vezes, na limpeza de sistemas de TI. Requer misturar pessoas, máquinas e processos de negócios, com toda a bagunça que implica. 

Professor George F. Westerman, MIT Sloan School of Management 

 

Principais desafios da transformação digital 

Essa confusão é onde muitas vezes encontramos o primeiro de dois grandes desafios na transformação digital. Muitos executivos pensam que, ao focar na digitalização ou na di, eles estão de fato fazendo a transformação digital. Automatizar processos e fluxos de trabalho existentes contribui para a redução de custos, mas não transforma radicalmente o modelo de negócios e a forma como os negócios são feitos. Portanto, essa é uma das razões pelas quais as organizações não atingem o ROI que esperam. Eles geralmente imaginam que, ao implementar um ou vários projetos de digitalização, alcançarão a transformação digital. Isto não é suficiente. A transformação digital exige mudanças na cultura e nas práticas dentro da organização. 

Esse ponto leva ao segundo desafio quando se trata de transformação digital. Os líderes tendem a se concentrar apenas na tecnologia. Quando discuto transformação digital com clientes, não é incomum ouvir que eles se concentram principalmente – ou exclusivamente – na importância de projetar, desenvolver e implantar novas tecnologias, como inteligência artificial (IA), Internet das Coisas (IoT), robótica, impressão 3D e Block Chain. A tecnologia é, sem dúvida, importante, mas é apenas um lado da equação. Ter sistemas, softwares e plataformas de última geração não é suficiente por si só para alcançar uma transformação digital bem-sucedida. 

Finalmente, o sucesso requer também o foco nas mudanças organizacionais necessárias para alavancar as oportunidades que a tecnologia oferece. Para aproveitar o poder da tecnologia, as empresas precisam apoiar as pessoas afetadas pela mudança, para que possam adotar e usar a nova tecnologia, mudar sua mentalidade e adotar diferentes comportamentos críticos necessários para entregar os novos produtos, serviços e experiências ao cliente. Isso significa que os líderes precisam direcionar sua atenção para o lado humano da mudança.

 

Integrando Gestão de Mudanças e Gestão de Projetos 

As disciplinas de Gestão de Mudanças e Gestão de Projetos têm um papel a desempenhar nas transformações digitais, mas a integração eficaz das duas disciplinas permite o sucesso do projeto e, finalmente, seu retorno sobre o investimento (ROI). A Proposta de Valor Unificado da Prosci ilustra como isso funciona. 

Normalmente, ao lidar com o que eles acham que é a transformação digital, os líderes da organização se concentram no lado técnico ou no design, desenvolvimento e entrega da solução (por exemplo, o novo aplicativo ou upload de arquivos na nuvem). Eles geralmente acreditam que, como o lado técnico está em vigor, eles verão automaticamente as melhorias significativas nos resultados. 

No entanto, mesmo que a solução seja o estado da arte, ela não é suficiente por si só. A empresa também precisa se concentrar no lado humano da mudança com uma abordagem repetível e escalável. Os colaboradores impactados precisam ser apoiados em sua jornada de mudança individual ao adotar a nova maneira de trabalhar e fazê-lo com proficiência. O foco específico deve ser colocado na mudança cultural e na experiência centrada no cliente. 

Como começar a Gestão de Mudanças 

A Metodologia Prosci permite que as organizações gerenciem mudanças com sucesso, apoiando os colaboradores afetados em suas jornadas ADKAR e facilitando a mudança organizacional por meio do Prosci 3-Phase Process. 

Ao iniciar uma transformação digital, é melhor incorporar a Gestão de Mudanças durante as etapas de planejamento. Se o seu projeto estiver em andamento ou totalmente implementado, a Gestão de Mudanças ainda pode ajudar. 

Aqui está o que você pode fazer para ganhar impulso com o lado humano da mudança e alcançar ganhos rápidos. 

  1. Avalie se sua organização está focando em digitalização, informatização ou em transformação digital e se o foco é a verdadeira intenção dos executivos. Se você perceber que há um descompasso entre os entendimentos dos líderes da organização sobre esses conceitos e o que eles implicam, procure conscientizar a organização e mostrar as consequências da aplicação incorreta desses conceitos. Apoie os líderes na reavaliação de seus objetivos e expectativas. 
  2. Determine se a organização está se concentrando (apenas ou principalmente) no lado técnico da mudança. Se esta é a situação em que você se encontra, prepare um caso sólido para a gestão de mudanças explicando por que o lado humano da mudança é fundamental para implementar a transformação digital com sucesso. Não se trata apenas de tecnologia – trata-se também de pessoas. 
  3. Integrar a Gestão de Projetos e Gestão de Mudanças. É importante focar em como apoiar pessoas impactadas na adoção e uso da solução, e como mudar sua mentalidade e comportamentos críticos ligados à nova experiência do cliente oferecida pela organização em que eles operam. A integração da Gestão de Projetos e da Gestão de Mudanças permite que você faça isso. 

Transformação digital e Gestão de Mudanças 

É fundamental entender as diferenças entre transformação digital, informatização e transformação digital. Não se trata apenas de semântica, mas também de definir a estratégia e as expectativas corretas vinculadas a essas iniciativas. Transformações digitais bem-sucedidas exigem foco na tecnologia e nas pessoas afetadas pela iniciativa da mudança. Ao alavancar os princípios eficazes de gestão de mudanças, você apoia as pessoas durante o processo de mudança e permite que eles adotem e usem as tecnologias e outras mudanças em seu trabalho diário. O resultado é uma transformação digital bem-sucedida com maior adoção e uso, aumento do ROI do projeto e uma mudança positiva na cultura organizacional.

 

 

 

Escrito por


Isabella Brusati 

Isabella Brusati é Prosci Certified Advanced Instructor (PCAI) com CMC Partnership Global, uma Prosci Partner com escritórios no Reino Unido, Irlanda, Itália e Cingapura. Como líder da equipe italiana, Isabella apoia clientes internacionalmente com transformações digitais e outras iniciativas complexas, aplicando 20 anos de sucesso com Gestão Mudanças. Ela é uma escritora frequente de blogs, apresentadora de webinars, palestrante de conferências e palestrante convidada que também gosta de treinar clientes sobre como ser líderes eficazes de mudança. 

Deixe um comentário