Gestão de Mudanças

Alimente sua ambição de ser um líder na mudança

Na Prosci, falamos muito sobre os profissionais de mudança – indivíduos que estão ativamente envolvidos na arte e disciplina de Gestão de Mudanças. Mas não importa onde você esteja na organização ou qual seja sua função em tempo integral, você pode adotar mentalidades fundamentais e agir para ser um líder de mudança. 

Aprenda com os gansos 05 lições 

A Karen Ball, é uma líder enérgica na Prosci, com mais de 30 anos de experiência trabalhando com organizações como parceira e consultora de confiança. Ela mora no meio-oeste dos Estados Unidos, onde frequentemente consegue ver gansos voando em uma formação em V familiar enquanto se dirige para o sul no inverno. A ciência revelou que, conforme cada pássaro bate suas asas, isso cria uma elevação para os pássaros voando imediatamente atrás deles. Juntos, o bando pode voar mais de 70% mais longe do que se cada ave voasse sozinha. 

O que os gansos têm a ver com a mudança? A história deles pode ajudá-lo a entender cinco lições importantes que o ajudam a alimentar sua ambição de ser um líder de mudança. 

1- A importância de definir metas 

Os gansos compartilham um senso comum de direção e senso de comunidade em torno do resultado: alcançar um destino mais quente. Durante a mudança, falamos sobre isso em termos de fechar a lacuna entre requisitos e resultados, produtos e resultados, especificações e sustentação, instalação e realização. Quando gerenciamos o lado humano da mudança, fechamos essas lacunas, compartilhamos uma direção comum e um senso de comunidade e chegamos no nosso destino mais rápido e mais fácil. 

As pessoas com quem você trabalha geralmente não sabem por que você deseja investir recursos, tempo e energia no lado humano da mudança. Para criar uma direção e metas compartilhadas, comunique a história por que Gestão de Mudanças, incluindo a proposta de valor. Quando sua orientação for importante e precisa, outros o seguirão. 

 

2- A importância do trabalho em equipe 

Os gansos sabem que há maior resistência ao voar sozinhos. Eles voam em formação em V para aproveitar o poder de elevação daqueles ao seu redor. Precisamos alistar outros em nossa formação – começando comunidades informais com aqueles que estão indo na direção que queremos ir.  

É necessário todo um sistema de pessoas na organização para apoiar a transição do estado atual para o estado futuro desejado. Para garantir o suporte necessário, as equipes de mudança precisam de indivíduos específicos para cumprir as funções centrais formais na Gestão de Mudanças abaixo. 

3- A importância de compartilhar a carga de trabalho 

Quando um ganso se cansa de voar na frente, ele cai para trás na formação e outro ganso voa para a posição de ponta. Em outras palavras, vale a pena se revezar nas tarefas difíceis. Na Gestão de Mudanças, trabalhamos com outros recursos técnicos – como gestão de projetos, TI ou L&D – e quando respeitamos e protegemos as habilidades e capacidades exclusivas uns dos outros, podemos realizar mais. 

Gerenciar mudanças com eficácia requer vários líderes e diferentes tipos de liderança em momentos diferentes. O que importa é assumir esse papel de liderança de mudança, permitindo que outros assumam seu papel e ajudando a dividir a carga de trabalho. Devemos construir e aproveitar a força de outros. 

4- A importância da empatia e compreensão 

Quando um ganso sai da formação em V porque está doente ou ferido, dois gansos o seguem até o solo para ajudá-lo e protegê-lo. Quando as pessoas têm desafios pessoais, também devemos apoiar uns aos outros. Uma crença fundamental que sabemos ser verdadeira com base em nossa pesquisa é que a mudança é desafiadora e as pessoas resistem à mudança.

As pessoas tendem a “perder o equilíbrio” no estado atual, e ter que se mover em uma nova direção pode desafiar as estruturas sociais, hábitos, normas de trabalho e, às vezes, até a segurança psicológica. Só quando eu entendo o que é andar no seu lugar ou você no meu é que realmente começamos a desenvolver uma compreensão sobre os verdadeiros problemas que cada um de nós está tentando resolver.  

Para falar uma linguagem clara sobre o que está mudando, os líderes de mudança podem usar os 10 aspectos do impacto da mudança para explicar o grau de impacto para um grupo específico. Definir o impacto da mudança  permite que você se coloque no lugar de outra pessoa e a ajude a ver que terá um novo sistema, ferramentas, mentalidade etc. sobre seu trabalho e função na organização para impulsionar o sucesso. Este é um presente que podemos dar às pessoas ao nosso redor. 

 

5- A importância do incentivo 

Quando um bando de gansos está em formação, eles buzinam constantemente para encorajar os que se levantam a manter a velocidade. Em grupos e equipes de pessoas, a produção é maior quando há incentivo. 

Para líderes de mudança, isso pode significar enviar um e-mail ou escrever uma nota pessoal. Receber uma nota escrita à mão de encorajamento de alguém da equipe pode ser impactante. Você poderia fazer isso pelos outros? Faça uma chamada, agende um call. Pode ser para um líder sênior que demonstrou comportamento de liderança de mudança eficaz   ou um gerente de projetos que intencionalmente considerou as pessoas impactadas pela mudança em suas atividades de planejamento. Só precisamos ter certeza de que nossa “buzina” é encorajadora. Os líderes devem buzinar com apoio constante, esperança e confiança para aqueles ao nosso redor em funções de mudança, funções técnicas ou funcionários afetados pela mudança na linha de frente. 

Alimentando sua ambição 

Podemos aprender muito com os gansos quando se trata de gerenciar mudanças. A história deles é uma maneira inspiradora e memorável de enquadrar aprendizados importantes: Compartilhe uma direção comum, não voe sozinho, revezar-se em tarefas difíceis, ficar um ao lado do outro e buzinar com apoio constante. Independentemente de você ser um patrocinador, supervisor ou gerente de projetos, todos nós somos líderes de mudança quando apoiamos, equipamos e capacitamos outros durante a mudança.  

 

 

 

Deixe um comentário